Você sabe o que é um “bom encontro”?


“Bons encontros” protegem a sua saúde mental e geram felicidade


Não é aquele com o homem ou mulher dos seus sonhos e nem aquele que você percebe que combinou muito com a pessoa que acabou de conhecer.


O que eu chamo de “bom encontro” aqui, é aquele que pode acontecer com um amigo, namorado (a), filhos, pai, mãe, irmãos, enfim, com qualquer pessoa que faça você se sentir revigorado, feliz ou com vontade de não ir embora! É quando você se sente compreendido, ouvido, valorizado e aceito do jeito que você é, e consegue compreender, ouvir, valorizar e aceitar o outro como ele é.


Você se lembra de algum encontro assim ultimamente?


Um dos componentes da felicidade, segundo o professor de Harvard, que citamos no post anterior, são os relacionamentos.


Por isso, preste a atenção na qualidade dos seus relacionamentos e perceba o quanto eles tem lhe proporcionado bons encontros.





O oposto disso são os encontros em que nos sentimos confusos, inseguros, com a sensação de menos valia, sem nos sentirmos vistos, ouvidos e validados pelo outro. Esses são fonte de sentimentos desagradáveis e acabam por contaminar nosso estado de espírito com a negatividade que transmitem.


A saúde relacional é fundamental para o seu bem-estar psicológico


Por isso se você percebeu que os seus relacionamentos não tem gerado bons encontros, pense em novas formas de transformá-los ou então se não está no momento de escolher novas companhias, amigos e pessoas para fazerem parte da sua vida, que sejam fonte de saúde mental e de felicidade!